Resenha: Corte de Espinhos e Rosas - Sarah J. Maas

Editora Galera Record
Tradutora:
434 páginas
2015

Feyre é a mais nova de três irmãs. Entretanto, após a morte da mãe e a perda de toda a fortuna do pai, é ela que traz o alimento e o pouco sustento para casa, tudo provido da caça. Até que, movida pelo ódio, ela abate um feérico na pele de um lobo. Ela pensa estar tudo bem, até um grão-feérico vir reclamá-la segundo as leis do tratado entre feéricos e humanos há muitos anos. Agora, Freyre deve viver em Prythian com Tamlin, e pode descobrir que a raça dele e sobretudo ele, não são como ela pensava serem.

Corte de Espinhos e Rosas é uma das séries de Sarah J. Maas (Trono de Vidro), cujo primeiro volume, de mesmo nome, é uma releitura fantástica de A Bela e a Fera. Como todos já estão enjoados de saber, amo, e com o live action lançado essa semana, estou numa vibe de ler livros relacionados a essa história, aparentemente, atemporal.

"Amo você - disse ele - com espinhos e tudo."

Meu primeiro contato com a famosa autora foi positivo. Sarah tem uma escrita maravilhosa, onde detalha minimamente os ambientes sem tornar a descrição cansativa, tornando fácil de imaginar o mundo criado por ela, que inclui a terra dos humanos e Prythian. A linguagem é simples e viciante, fazendo com que o leitor emende um capítulo no outro até tarde da noite.
Achei fantástico a forma com que Sarah conduz a releitura. Inúmeros detalhes de A Bela e a Fera estão lá, seja da animação da Disney ou das histórias originais. É fácil perceber a apresentação de uma galeria de Tamlin a Feyre; ela arrancando uma rosa de seu jardim ou até mesmo a forma que ela é obrigada a ir morar em Prythian como refém/convidada do Grão-feérico. Mas o que deixou ainda melhor foi que tudo é inserido de forma muito natural, como pequenas referências, sem interferir na originalidade e estilo da autora. Tudo é adequado para o estilo de fantasia da série.
Vale destacar também que há muita ação, cenas chocantes e lutas, a medida que Feyre tem que lutar contra tudo para salvar Tamlin. Há uma vilã no livro, que jogou uma maldição em parte dos feéricos sob a condição do protagonista ficar com ela.

Feyre me incomodou um pouco durante o livro, um pouco mais frequente no final. Deixem-me explicar. Ela é uma personagem forte, mas não é decidida. A impressão que fiquei é que sua personalidade foi bem definida, entretanto, não bem trabalhada, pois faltou aquele algo a mais para me convencer. Claro, Feyre é humana, bem corajosa para uma e consegue enfrentar feéricos disfarçando seu medo. Ainda assim, ela não parece ter a própria opinião, aceitando quase tudo com certa negação no início, mas sem questionar logo em seguida, tornando-a meio maleável.
O mesmo não pode ser dito sobre os outros personagens, no entanto, principalmente sobre Lucien e Rhys, que foram meus favoritos. Lucien tem uma história sofrida e sua personalidade é forte e fechada, demonstrando o que sente apenas com atitudes, me conquistando logo no início. Já Rhys, criado para ser um antagonista, deveria ser odiado por mim, mas é semelhante à Lucien quanto às atitudes. Entretanto, é misterioso e é difícil saber o que quer.
Algo que me deixa temerosa, porém, é o possível triângulo amoroso que Maas parece aos poucos inserir na parte final do primeiro volume. Se for o caso, confesso que isso me incomoda e muito, já que tornaria o primeiro livro quase que desncessário, já que a história toda é desenrolada em torno do amor que Feyre e Tamlin constroem. Eles, por sinal, possuem muita química, e me fez torcer o tempo todo para que pudessem ter um bom final.

Portanto, apesar de ter gostado bastante do primeiro volume, creio que não fosse necessário continuações, já que ele termina perfeitamente bem. Não sei se lerei o segundo livro, porque sinto que não gostarei tanto quanto esse e que posso acabar me decepcionando. Ainda assim, quero ler mais da autora e espero em breve poder ler a outra série, Trono de Vidro.

Sobre a série:
Corte de Espinhos e Rosas é o primeiro livro da série que também já possui o segundo livro lançado no Brasil: Corte de Névoa e Fúria. O terceiro volume sai esse ano no exterior.

1 comentários:

  1. Tenho muita curiosidade em ler este livro, sempre leio coisas positivas a seu respeito. Outra coisa que me chama atenção é a capa, acho linda!!!! Espero conseguir lê-lo ainda neste semestre!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir