[Mangás #8] Ela e o Seu Gato - Tsubasa Yamaguchi e Makoto Shinkai

Eu sei, eu sei. Você deve estar impressionado.
"Mas elas ainda falam sobre mangás no blog?" A resposta é sim. Mesmo que eu tenha ficado mais de um ano sem falar sobre mangás no Por Livros Incríveis, ainda falo e falarei sobre eles. A verdade sobre isso meus leitores já estão cansados de saber, 2018 foi um ano extremamente cheio pra mim, e este é o motivo pela qual eu não falo sobre algum mangá desde dezembro de 2017 aqui no blog.

Mas 2019 chegou, e com ele, ao menos algum tempinho para ler mangás, sobretudo os curtos ou de um volume só. E é com o mesmo autor do último mangá falado aqui no blog, e o autor do famoso Your Name (kimi no na wa. Eu JURO que ainda vou resenhar o livro e falar sobre o mangá aqui), Makoto Shinkai, que a seção de mangás retorna ao blog.

Esta é a história de Miyu, uma mulher que vive sozinha com seu gato, Chobi. Quando Miyu começa a navegar no mundo dos adultos, ela descobre a liberdade e a solidão que aparecem ao viver de forma independente. Enquanto isso Chobi aprende sobre o mundo exterior através de suas ações. O tempo deriva lentamente para Miyu e seu gato, mas as duras realidades do mundo logo se alcançam…
O título e a capa sempre me chamaram a atenção. Por vezes, me peguei acessando o site da amazon, tentada a comprar a versão em inglês da obra, já que nunca imaginei que ela fosse ser lançada por aqui. Até que a editora NewPop resolveu lançar por aqui e não pensei duas vezes: adquiri ainda na pré-venda.

Ao contrário das outras obras do Makoto Shinkai, Ela e o Seu Gato não tem longa metragem; possui apenas um curtinha de 5 minutos que, agora posso dizer, traduz muito bem a história do mangá.

Apesar da capa ser fofinha e o fato de conter gatos, faz parecer que a obra é fofinha e sem muito a oferecer. Entretanto, estamos falando de Makoto Shinkai, escritor que gosta de abordar assuntos profundos.
No caso, o fato de a história ter um gatinho é só um plano de fundo. Ela gira mesmo em torno é da protagonista, Miyu, e todos os seus receios de uma mulher que recém chegou a fase adulta e por isso, está perdida. A trama toda tem um certo ar melancólico, daqueles que sentimos em dias chuvosos.
Ela e o Seu Gato não tem grandes pontos, retratando sempre o dia-a-dia de Miyu, conforme sua angústia em relação a responsabilidades e a pressão por ser bem sucedida aumenta cada dia mais.

Isso tudo é retratado pelos olhos do gatinho Chobi, que observa cada detalhe e hábito da vida de sua humana, e sabe decifrar cada emoção que passa pelo seu olhar. A devoção do gatinho por Miyu é enorme, que chega quase a ser uma paixão - no sentido romântico mesmo, e esse o único aspecto que de fato me incomodou na leitura.
Ainda assim, a leitura de Ela e o Seu Gato foi extremamente agradável, sobretudo para analisar as possíveis entrelinhas.

Makoto Shinkai, o autor, é apenas o escritor, então os traços costumam mudar a cada uma de suas histórias, já que os ilustradores normalmente também mudam. Particularmente, os traços de Ela e o Seu Gato não me chamaram muito a atenção, por serem bem simples. Ainda assim, não é mal feito, então não me incomodou na leitura.

Por fim, esta é uma obra para quem gosta de gatos, climas melancólicos e histórias curtas, já que se trata de um volume único. Os mangás e light novels da editora NewPop não vendem em bancas e portanto, podem ser encontrados na Amazon, na loja da editora ou lojas online e físicas especializadas, pelo valor de R$16,90.

Resenha: A História do Universo Para Quem Tem Pressa

Editora Valentina
Tradutor: Milton Chaves
216 páginas
2018

Outros livros da série: A História da Ciência Para Quem Tem Pressa.

Os grandes mistérios e maravilhas do céu noturno sempre nos fascinaram, intrigaram e divertiram, desde os primeiros passos na Terra. Hoje, continuamos nos esforçando para entender o nosso lugar no cosmos.
O século 20 foi palco de importantes e assombrosas descobertas sobre o nosso próprio planeta, o sistema solar, as estrelas e as galáxias. Contudo, ainda buscamos respostas para inúmeras questões – O que é matéria escura? Estamos sozinhos no universo? É possível viajar no tempo? –, e essa busca nos proporciona uma valiosa compreensão da vastidão e das infinitas possibilidades do espaço universal que ainda estamos por descobrir.
O universo, considerando-se a sua imensidão, pode ser assustador, mas neste livro de fácil compreensão embarcamos numa viagem incrível através de todas as descobertas astronômicas fundamentais, desde as resultantes de crenças de civilizações antigas até as oriundas de pioneiras e recentes observações das ondas gravitacionais, previstas por Einstein mais de 100 anos atrás. Nunca houve ocasião melhor para começar a entender os mistérios do universo, e este guia essencial do cosmos é o melhor ponto de partida!
*sinopse original

Uma das minhas verdades universais é que eu adoro ciência, no sentido mais "conhecido" da palavra. Desde pequena eu queria ser astrônoma. A vida me guiou para outros caminhos (eu sou de humanas, gente), mas a paixão nunca sumiu. Então, eu leio muito sobre ciência e astronomia em geral, fazendo disso o meu hobby. Se você, leitor, acompanha o blog há algum tempo, sabe que tenho outro livro dessa série - que é bem abrangente, contando ainda com volumes sobre mitologia e cinema, por exemplo - resenhado, que é justamente sobre ciência em geral. Portanto, quando a editora Valentina divulgou A História do Universo, foi solicitação garantida.

Resenha: Arte & Alma - Brittainy C. Cherry

Editora Galera Record
Tradutora:
308 páginas
2018

Outras resenhas da autora: Sr. Daniels, O Ar que Ele Respira, ABC do Amor.

Aria e Levi são dois jovens que carregam consigo inúmeros fardos. Ela está grávida aos 16, e a família não consegue lidar muito bem com o fato - incluindo a própria Aria. Ele acaba de chegar do Sul, para morar com o pai que por algum motivo cortou totalmente as relações, fazendo com que Levi deixe a mãe para desesperadamente entender o que houve entre ele e o pai.
A afeição entre ambos é instantânea, mostrando que a arte e a música estão sempre em total sintonia.

É sempre um alívio ler um livro grande que a leitura consegue ser realizada em pouquíssimo tempo. Os motivos que podem originar isso são inúmeros, mas creio que meu caso com Arte & Alma foi a total sintonia com a leitura. Depois de um início de ano com leituras, de certa forma, mornas, fiquei surpresa com o quanto gostei do livro de Brittainy C. Cherry. Confesso que não esperava por isso, porque apesar de ter amado Sr. Daniels, realmente não gostei muito do último livro solo que li dela, O Ar que Ele Respira.

Resenha: Indestrutível - Organização Michel Uchicha


Editora: Sinna
260 páginas
2018

É preciso ter coragem para enfrentar a vida de cabeça erguida, mas, acima de tudo, é necessária muita força para bater no peito e dizer que tem orgulho de ser quem é, quando a sociedade o chama de aberração, doente e pecador.
Esse livro é mais do que uma simples antologia. É um grito de liberdade por todos aqueles que já foram atacados simplesmente por terem nascido para brilhar em várias cores nesse mundo tão preto e branco.
INDESTRUTÍVEL é aquele que encontra dentro de si o poder para combater o ódio com amor.
"Viver sem medo é uma forma de ativismo" - Bob The Drag Queen

*Sinopse original

"Percebi o quanto o ódio intoxica o ser humano e decidi que jamais beberei deste veneno."



Resenha: Corações Quebrados - Sofia Silva

Editora Valentina
2018
344 páginas

Emília e Diogo são dois jovens separados por um continente, porém ligados por dores e traumas que sofreram em suas vidas. Com isso, podem conversar livremente e logo, uma ligação mais íntima surge. Entretanto, as cicatrizes parecem profundas e difíceis demais de serem curadas, mostrando ao casal que, para ficarem juntos, muito terá que ser deixado para trás.

Esta sou eu. Estou a mostrar quem fui e quem sou. Vou levar-te à minha vida. À minha dor. E vais compreender tudo que tive e perdi.