Resenha: O sombrio chamado - Kelly Shimohiro

Editora Novo Século
272 páginas
2019

Ágatha Guiller é uma garota de 20 anos quase normal. O problema é que "quase" é uma palavra que muda tudo, inclusive o que ela imaginava saber sobre si mesma. O Sombrio Chamado é um convite do Universo, se você aceitá-lo irá desvendar os mistérios e segredos que cobrem os mundos. Depoimentos: - "Vou usar uma palavra: impecável. Kelly Shimohiro alcançou o pleno domínio do gênero fantástico." (Karen Debértolis, escritora e professora de escrita criativa) - "Entre deuses, paixões e vida inteligente em muitos mundos, o mundo de Ágatha chama o nosso para uma aventura fantástica. De um jeito arrebatador, Kelly consegue, neste romance, criar uma realidade ficcional que expande os conceitos sobre o próprio universo." (Dany Fran, escritora e jornalista) - "De repente, Ágatha se descobre uma nova pessoa, em um novo planeta; é aí que sua vida vira de cabeça para baixo. Este livro me cosmotransportou para lugares inimagináveis, um livro incrível. Uma batalha entre o bem e o mal. Uma batalha interplanetária!" (Maria Eugênia Peres, leitora viciada e colunista de revista de literatura online) - "Um livro que você não consegue parar de ler! Repleto de mistério, paixão e um universo totalmente intrigante… E o lado sombrio dessa história pega você de um jeito sensacional!" (Sofia Favoreto, 15 anos, leitora-beta).
*sinopse original

ATENÇÃO! Pode conter spoilers do primeiro livro.

Primeiramente, gostaria de pedir as mais sinceras desculpas para a autora Kelly Shimohiro, visto a enorme demora em publicar a resenha. Assim como nos últimos anos, 2020 está sendo um ano bem atípico pra mim, o que me fez atrasar muito a resenha. Peço mil desculpas e espero que o texto esteja a altura do livro!


Neste segundo volume, iniciado com o livro O Estranho Contato, a autora continua a história de Ághata Guiller, uma garota quase normal, que se apaixona por Tom, um homem que literalmente não é deste mundo.
Ao contrário do primeiro, que tem grande foco no relacionamento amoroso entre ambos, O Sombrio Chamado é muito mais focado em Ághata e seu desenvolvimento tanto pessoal, quanto familiar. Fiquei muito satisfeita com isso, pois quem leu minha resenha do primeiro livro, sabe que a parte romântica da obra foi justamente um dos pontos que considerei negativo.
O relacionamento ainda está presente, claro, embora com menor frequência. E dessa vez, não me incomodou, pois foi melhor trabalhado e houve um amadurecimento por parte do casal.

A escrita de Shimohiro permanece jovial e percebi evolução em sua narrativa. Há um equilíbrio maior em seus diálogos e descrições, o que fez com que eu rapidamente pegasse o gosto pela leitura, visto que o ritmo da história é contínuo de uma boa forma.

Como mencionado, o segundo livro é focado quase que inteiramente em Ághata e o que ela é. Assim como no primeiro volume, ela ainda me parece não ter a idade que tem, explodindo com muita facilidade, por coisas bobas, como quando as coisas não saem do jeito que ela quer. Há motivos para que a personagem seja dessa forma? Sim, até há. Mas é frustrante a imaturidade da personagem, que é continua ao longo das quase 300 páginas.
Ainda assim, acho que posso afirmar que é uma personagem bem construída pela autora (além de bem melhor que no primeiro livro!)

Os cenários também permanecem incríveis em O sombrio chamado. Os livros de Kelly Shimohiro falam sobre outros mundos, outros planetas e alienígenas, mas não da forma que nos vêm a mente quando pensamos na palavra. Dessa vez, muito da história se passa fora da Terra, então compreendemos melhor os mundos e mitologias diferentes que a autora criou. Novamente, esse permanece como o grande ponto da obra, visto que ela acrescenta e enriquece ainda mais o que criou em O estranho contato.

O final também é chocante! Com muitas descobertas e reviravoltas, é muito difícil terminar o livro e não ficar apreensivo para o próximo. Tudo isso porque fica um grande "o que vai acontecer agora?" no final, que segue para um caminho possível de imaginar ao longo da leitura, mas ainda assim, difícil de acreditar.

Terminei a leitura feliz pela chance de revisitar os mundos de Kelly Shimohiro, e gratamente surpresa com a evolução que a autora demonstrou. A autora mostra que ainda tem muito a oferecer, e que definitivamente veio pra ficar no cenário da literatura fantástica.

⤳ RECADO:
Por fim, gostaria novamente de agradecer não só à Kelly, mas a todos os autores, leitores e editoras que me deram a oportunidade de expressar minhas opiniões sobre os livros incríveis que li.
Esta resenha é a última que eu, Camila, escrevo para o Por Livros Incríveis. Foram cinco (!) anos incríveis, cheio de altos e também baixos, mas que me orgulham e me deixam muito grata por tudo o que fizemos até aqui.
Saio do blog com o coração apertado, mas certa de que é a melhor decisão nesse momento.
Obrigada!

4 comentários:

  1. Olá!
    Gostei muito de saber sua opinião sobre o livro e não conhecia nem esse e nem o primeiro. Obrigada por trazer aqui no blog.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá! Gostei muito do blog e já o segui! Quero convidá-lo a visitar e a seguir o meu blog de volta <3

    www.pimentamaisdoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Achei muito bom o blog de vocês, template bem personalizado, mais a cara de vocês.

    Vocês fazem revisão mais de livros best-seller e popular, etc, ou também tem relacionados com tópicos e contéudos escolares?

    Valeu

    Renan
    Portal Geographia (https://geographia.com.br)

    ResponderExcluir